Conselhos aprovam as contas e analisam resultados de 2020

0
142

Em reuniões online no dia 19 de março os Conselhos Fiscal e Deliberativo analisaram e aprovaram as contas da Fundação relativas ao exercício de 2020. A reunião do Conselho Fiscal aconteceu na parte da manhã e a do Deliberativo a tarde.
Na reunião do Conselho Deliberativo os Diretores apresentaram, como de costume, os números gerais da Entidade nos âmbitos previdenciário e financeiro.

conselho fiscal
Reunião do Conselho Fiscal.

conselho deliberativo
Reunião do Conselho Deliberativo.

Previdenciário

O Diretor de Seguridade, Fernando Barros, relatou que a Fundação tem atualmente 1.893, sendo 1.166 Participantes ativos, 709 Aposentados e 18 Pensionistas. Segundo os dados apresentados, o valor médio dos benefícios de aposentadoria é de R$ 1.929,14 e das pensões R$ 1.885,65, compondo uma folha de pagamentos que já chega a R$ 1,48 milhão por mês.
Fernando Barros ainda tratou de projeções atuariais. Destacou que os benefícios já concedidos representam compromissos da ordem de R$ 273 milhões a serem pagos na formas de aposentadorias e pensões. Já os benefícios a conceder (Participantes ativos em fase de contribuição) projetados já chegam a mais de R$ 63 milhões.
O Diretor destaca, no entanto, que as premissas atuariais (variáveis como idade média, projeção de longevidade, renda individual, etc.) estão bem alinhadas e aderentes à realidade, sendo possível afirmar que a saúde atuarial da Fundação, que significa a capacidade de cumprir seus compromissos de longo prazo, é muito boa.

Financeiro

Coube ao Diretor Presidente, Adir Oliveira, apresentar os resultados financeiros. Em 2020 a CASANPREV obteve com seus investimentos rentabilidade de R$ 6,39%. Lamentavelmente ficou abaixo da meta atuarial (INPC + 4,86%) que somou 11,27%, mas bem acima da variação acumulada do CDI, que foi 2,79% e da poupança, que não passou de 2,14%. Mesmo a Bolsa de Valores IBOVESPA acumulou rendimentos de 2,79% no período.
Adir salientou que os investimentos são feitos sempre de acordo com a Política de Investimentos definida pelo Conselho Deliberativo anualmente e monitorada permanentemente.
A orientação dos investimentos se dá sempre na perspectiva de longo prazo, justamente pela sua característica previdenciária. Assim, a maior parte dos investimentos, 58,1%, foram para renda fixa; 17,7% foram destinados à renda variável; 11,3% foram para investimentos estruturados; 7,2% para imóveis; e 5,6% destinados à carteira de empréstimos a participantes.
Embora a rentabilidade de 2020, pelas peculiaridades de um ano em que a economia sofreu impactos da pandemia, considerado o horizonte de cinco anos, a rentabilidade da CASANPREV, sucessivamente superavitária, está acima de algumas Entidades semelhantes de Santa Catarina.

Relatório

Todos os números e pareceres relativos a 2020 serão brevemente publicados na forma de Relatório Anual de Informações – RAI, como acontece anualmente. Os investimentos podem ser acompanhados em demonstrativos publicados mensalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui