Governo antecipa volta da cobrança de IOF

A Presidência da República publicou dia 25 de novembro um decreto que antecipa para 27 de novembro a retomada da cobrança do IOF – Imposto sobre Operações Financeiras que estava suspenso desde 03 de abril de 2020 e que iria até 31 de dezembro de 2020.

Foto: Pressfoto/Freepik

O IOF com alíquota zero foi uma das medidas adotadas para amenizar os impactos econômicos da pandemia de Covid-19. Inicialmente a medida valia até Julho/2020, depois foi prorrogada para outubro/2020 e, adiante, para dezembro/2020 e, agora, teve sua suspensão antecipada.

Com isto a CASANPREV volta a considerar o IOF nas operações de empréstimos aos Participantes.

 

Como apoio aos Participantes, o Programa oferece empréstimos com taxas de juros bem menores do que as disponíveis no mercado, além de prazos e condições em geral também mais atrativas. Com valor máximo de R$ 70 mil, mas há uma limitação relativa ao valor das parcelas que não podem ultrapassar a margem consignada informada pela CASAN, para o pessoal da ativa, ou 30% do benefício de complementação, para os Assistidos. O prazo de pagamento poderá ser até de 84 meses para quem tem menos de 70 anos, com faixas escalonadas para quem ultrapassa esta idade conforme previsto em Regulamento de Empréstimo.

 

Neste ano já foram liberados mais de R$ 2 milhões em empréstimos em 417 contratos (novos e repactuações). A média do valor por empréstimos é de R$ 35 mil.

Similar Articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Advertismentspot_img

Instagram

Most Popular