5 grandes erros de quem planeja a aposentadoria – e como evitá-los

O sonho de muitas pessoas é o dia em que finalmente não terão mais que trabalhar e poder aproveitar melhor a vida e a família. No entanto, muitas pessoas não planejam corretamente ou simplesmente não planejam como vão manter um padrão de vida confortável sem obter uma renda através do trabalho.
Segundo Maria Angela Nunes, CFP, planejadora financeira certificada pelo IBCPF, com a expectativa de vida maior, as pessoas devem se preparar para viver mais. A planejadora, ouvida pelo Infomoney, listou os cinco maiores erros na hora de se planejar para a aposentadoria e como evitá-los.
1 – Acreditar que nunca vai deixar de trabalhar
Segundo a especialista, um erro muito comum é o de as pessoas acreditarem que nunca vão parar de trabalhar. “As pessoas têm diversas metas ao longo da vida, como comprar um carro, uma casa e pagar a escola para os filhos. Com isso, acabam não se planejando para o dia em que vão se aposentar”, afirma Maria Angela.
A melhor forma de contornar esse problema, segundo ela, é começar a se programar para a aposentadoria ainda jovem e não apenas quando a aposentadoria estiver próxima.
2 – Achar que quando a aposentadoria chegar, as despesas diminuirão
Acreditar que gastará menos dinheiro quando estiver aposentado é outro erro comum de muitas pessoas. Os gastos com a saúde, por exemplo, aumentam de forma considerável nesta fase da vida e é preciso estar preparado financeiramente para isso.
“Os gastos não diminuem na aposentadoria, apenas são redirecionados”, ressalta a especialista. É importante que todos tentem planejar a aposentadoria para receber mensalmente o mesmo ou mais do que ganha no trabalho para viver com conforto”, ressalta.
3 – Não saber quanto nem onde gasta
A falta de planejamento financeiro enquanto ainda trabalha é um sério problema para quem pretende ter uma aposentadoria confortável. “As pessoas não sabem o quanto gastam e por isso não conseguem imaginar qual seria a renda necessária para se aposentar”, atesta a planejadora financeira.  Maria Angela Nunes ressalta ainda o fato de que, no Brasil, ainda não é comum o hábito de fazer orçamentos e projetar o quanto se pretende gastar e que entender os gastos é necessário para evitar essa situação.
4 – Gastar as reservas acumuladas sem se planejar
“A vida da pessoa pode ser mais longa do que o dinheiro que guardou”, resume a especialista. Para que isso não aconteça é essencial ter um objetivo claro, ou seja, a pessoa precisa saber quanto precisa acumular e, principalmente, precisa saber quanto vai gastar mensalmente para que as revervas acumuladas não acabem antes do tempo.
5 – Não saber escolher os produtos mais adequados
“Os produtos têm muitos detalhes e são muito diferentes entre si”, explica a especialista sobre os planos de previdência, modalidade utilizada mais comumente por aqueles que planejam a aposentadoria.  Para evitar esse tipo de problema, é importante que a pessoa que planeja a aposentadoria se atente para o tipo de previdência que vai fazer (PGBL ou VGBL), taxas de administração e de carregamento, entre outros detalhes. O grande segredo para Maria Angela reside em uma palavra: “’planejamento’, esse é o nome do jogo”.
Infomoney
More from Quorum Comunicação

Benefício já está nos planos para o futuro

De olho na Pinheira Presente na reunião dos participantes que estão no...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *