Centrais sindicais preparam-se para retomar luta pelo fim do fator previdencíario

 

Após o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, ter afirmado publicamente que a reforma no setor não deve ser prioridade neste ano, as centrais sindicais anunciaram que vão reforçar as manifestações para pressionar o governo a votar o fim do fator previdenciário.
Uma marcha dos trabalhadores a Brasília já está prevista para o dia 6 de março. À imprensa, o ministro disse que as mudanças só ocorrerão em um “clima de maior estabilidade econômica”, quando “a indústria se recuperar”.

O movimento sindical criticou duramente o posicionamento. Por isso, os trabalhadores decidiram ocupar as ruas com fortes mobilizações. O fim do fator previdenciário, criado no governo FHC, é uma luta antiga do movimento sindical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *