Presidente do BNDES aponta sinais de aquecimento da economia

Apesar de vários indicadores na direção contrária, o presidente do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), Luciano Coutinho, já vê sinais de aquecimento na economia brasileira em julho, depois de medidas adotadas pelo governo, como a redução de taxas de juros para estimular investimentos.
Segundo Coutinho, a linha Finame, a principal do banco, deve fechar julho com resultado acima do registrado em junho. De acordo com o BNDES, em junho a linha emprestou R$ 3,2 bilhões e em julho já caminha para algo em torno de R$ 3,7 bilhões.
A área de operações indiretas, referente a empréstimos feitos por terceiros (bancos privados), já soma em julho R$ 5,2 bilhões (com a Finame incluída), ante os R$ 4,8 bilhões de junho.
“A comercialização de bens de capital começou a se recuperar nas últimas três semanas, mas ainda é cedo para dizer se isso irá perdurar por meses”, disse Coutinho. Diante dos últimos fatos no setor de telecomunicações, com a Anatel suspendendo a operação de algumas operadoras, Coutinho disse ainda que o setor deve demandar ainda mais financiamentos para expandir a rede.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *