Aumento no números de casos de Gripe A chama atenção para etiqueta da tosse

O aumento no número de casos de contaminação com o virus da Gripe A tem levado às autoridades sanitárias do Estado a divulgarem medidas preventivas de higene, como a chamada Etiqueta da Tosse. Segundo o médico infectologista Fábio Gaudenzi de Faria, integra o conjunto de medidas de controle capazes de reduzir a circulação dos vírus. “Estratégias de vacinação, afastamento de doentes e tratamento precoce são também fatores que favorecem a redução dos casos de doenças respiratórias graves de Inverno”, afirma Gaudenzi.

No caso das escolas, é recomendado intensificar as regras da Etiqueta da Tosse, higienizar sempre as mãos e os brinquedos utilizados, evitar bebedouros coletivos e o uso de toalhas não-descartáveis, além de orientar que os alunos doentes fiquem em casa. Na opinião do secretário-adjunto Acélio Casagrande, repassar orientações aos professores e alunos é muito importante, pois as escolas são locais que apresentam aglomeração de pessoas, fator que favorece a transmissão de vírus. “O trabalho conjunto da saúde, educação e da população em geral contribui de maneira muito eficaz para diminuir a demanda das unidades de saúde públicas, reduzir o número de internações e até de óbitos por causa de doenças respiratórias, especialmente no Inverno”, observa o secretário.

Aprenda a Etiqueta da Tosse

• Cubra a boca e o nariz com um lenço quando tossir ou espirrar. Depois, jogue o lenço no lixo.

• Se não dispor de lenço, tussa ou espirre no seu antebraço, não em suas mãos que são importantes veículos de contaminação.

• Limpe as mãos imediatamente depois de tossir ou espirrar.

• Lave as mãos frequentemente com água e sabão, secando-as com papel toalha.

• Evite sair de casa enquanto estiver com sintomas de gripe.

• Mantenha-se distante dos locais com aglomerações de pessoas.

Situação em SC
Até o último domingo (17), foram registrados em SC 1080 casos de doenças respiratórias graves, com 73 óbitos dos quais, quatro por influenza sazonal, 28 influenza A H1N1 e 39 por outros agentes. Dois casos ainda aguardam confirmação laboratorial. Nesta quinta-feira (21), a Diretoria de Vigilância Epidemiológica deve divulgar um novo boletim com dados atualizados contendo o número de casos de doenças respiratórias graves de Inverno.

Secretaria de Saúde/SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *