Bancos cobram até 14,24% ao mês no cheque especial

469

Bancos têm cobrado juros de até 14,24% ao mês para clientes que utilizam o cheque especial, de acordo com pesquisa realizada pelo Procon-SP. A maior taxa é cobrada pelo Santander.
De sete instituições pesquisadas, quatro aumentaram as taxas do cheque especial no mês: Santander, Bradesco, Caixa e Itaú. Já o Banco do Brasil, HSBC e Safra mantiveram os juros cobrados no mês anterior.
O Santander aumentou as taxas da modalidade de 13,74% para 14,24% ao mês no período, um aumento de 0,50 ponto percentual. Já a Caixa elevou a taxa cobrada na linha de 9,99% para 10,35%, um acréscimo de 0,36 ponto percentual.
No Itaú, a taxa de cheque especial foi elevada de 11,29% para 11,63% ao mês, um aumento de 0,34 ponto percentual; enquanto o Bradesco alterou os juros na modalidade de 11,26% para 11,30% no mês, um acréscimo de 0,04 ponto percentual.
Veja abaixo as taxas de juros mensais cobradas por cada banco no cheque especial em agosto, segundo levantamento do Procon-SP:
Bancos Taxa
Santander 14,24%
HSBC 13,21%
Itaú 11,63%
Bradesco 11,30%
Banco do Brasil 10,53%
Caixa 10,35%
A taxa média cobrada pelos bancos na modalidade de crédito em agosto é de 11,67% ao mês, ou 275,87% ao ano. A taxa é superior à de julho, que foi de 11,49% ao mês.
Os dados se referem a taxas máximas pré-fixadas e a pesquisa levou em consideração taxas que estavam em vigor no dia 3 de agosto.
O Procon-SP recomenda que, antes de tomar empréstimos, o consumidor analise os custos das diversas linhas de crédito e avalie se terá condições de pagar a dívida.
Exame.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *