Governança corporativa faz a Casanprev melhor e mais forte

 

A governança corporativa é um conceito de gestão que compreende a harmonia entre os interesses que circulam em torno de uma organização. Buscam-se sempre procedimentos em que todos ganhem e as relações sejam interessantes para todos, se tornando sustentáveis e duradouras. A gestão da Casanprev baseia-se neste princípio que se soma a busca de uma gestão moderna, austera, profissional e transparente.

No caso da Casanprev isto significa uma relação intensa com muitos atores. Destaca-se, é claro, a relação com a patrocinadora, com as representações — associações e sindicatos — dos trabalhadores da Casan e diretamente com os participantes ativos e, agora, também os assistidos. Além disto, há o relacionamento necessário com as instâncias fiscalizadoras do governo, como a Previc — Superintendência de Previdência Complementar do Ministério da Previdência. E mais: a troca de informações com outros fundos de pensão e a Associação Brasileira de Entidades Fechadas de Previdência Complementar — Abrapp.

A interação com os conselhos Deliberativo e Fiscal é parte do processo de governança, pois além das funções estatutárias, pratica-se uma troca permanente de ideias entre estas instâncias e a diretoria executiva, de forma a buscar sempre o consenso e a unidade em torno das principais decisões.

A política de comunicação com os participantes, pelos informativos e pelo site, é também um instrumento importante, pois oferece transparência e conhecimento sobre o que acontece na Fundação para todos, possibilitando a participação de todos.

Estrutura

A recente reestruturação da Diretoria Executiva aprovada por unanimidade no Conselho Deliberativo, com prévia ciência e concordância da Casan,  é uma demonstração prática de boa governança corporativa. A discussão aberta com a patrocinadora e o conselho permitiu uma solução que moderniza e enxuga custos, porque é baseada em relações de confiança e parceria. A alteração, aprovada pelo Conselho com o aval da Empresa, atendeu também uma reivindicação antiga dos participantes do Plano Casanprev.

A Diretoria da Fundação passará a ter um Diretor Presidente e um Diretor de Seguridade sendo que as atribuições do cargo de Diretor Administrativo-Financeiro serão distribuídas entre as duas diretorias. A escolha do Diretor Presidente que atualmente é indicado pela Patrocinadora, passará a ser eleito pelos participantes. A Patrocinadora continua indicando membros para os Conselhos.

É uma mudança típica de uma prática moderna de governança, pois todos ganham em agilidade, economia e equilíbrio das representações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *